litur

todastoptercas



Renovação Carismática Católica: 47 anos de graça e Batismo no Espírito

Postado por em em Notícias
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Acessos: 4084
  • 0 Comentários
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir

47anos03UmUm dos principais marcos do início da Renovação Carismática Católica foi o Retiro realizado na Universidade de Duquesne, nos EUA, entre os dias 17 e 19 de fevereiro de 1967, onde aconteceu um profundo derramamento do Espírito Santo.

 

Após 47 anos de seu surgimento, a Renovação Carismática Católica ainda busca difundir a Cultura de Pentecostes, fazendo discípulos de Cristo, a partir da experiência do Batismo no Espírito Santo, que diariamente acontece em nossos Grupos de Oração espalhados por todo o mundo.

 

Para juntos celebrarmos todos esses anos de Novo Pentecostes, separamos um texto especial sobre a graça do Batismo no Espírito Santo. Acompanhe:

 

Uma Surpresa do Espírito

 

Desde o início da renovação carismática, o batismo no Espírito tem sido vivido como um dom soberano de Deus não dependente de qualquer mérito ou atividade humana. A Renovação Carismática Católica também surgiu como uma graça inesperada, uma surpresa do Espírito não planejada e sem objetivos formulados. A Renovação não tem um fundador identificável, apesar de muitas comunidades que surgiram dentro dela terem seus fundadores ou fundadoras. As histórias de suas origens mostram que os católicos foram batizados no Espírito em muitos contextos diferentes e de diversas maneiras. Alguns obtiveram a graça quando outras pessoas já batizadas no Espírito oraram por eles; alguns receberam esta graça durante sua oração pessoal; alguns receberam em grupos, estudando a Sagrada Escritura e orando com ela; outros ao lerem ou ouvirem os testemunhos de pessoas.

 

Por ter surgido como uma graça inesperada, a Renovação Carismática não tem membros da mesma forma que movimentos organizados e comunidades costumam ter. As pessoas fazem parte da Renovação, primeiro porque foram batizadas no Espírito e, posteriormente, porque afirmam esta graça e procuram ser fiéis a ela dentro da Igreja. A organização do Movimento se deu logo após sua criação. As primeiras estruturas formadas dentro da Renovação foram chamadas de "comissões de serviço" e não alegavam qualquer autoridade sobre as comunidades e grupos emergentes. Cursos para preparar as pessoas para serem batizadas no Espírito como, por exemplo, o Seminário de Vida no Espírito, foram criados posteriormente para auxiliar a recepção frutífera dessa graça.

 

As características do batismo no Espírito foram bem resumidas por um dos participantes no fim de semana de Duquesne em 1967:

 

Nossa fé ganhou vida, nossa crença tornou-se um tipo de conhecimento. De repente, o mundo do sobrenatural tornou-se mais real do que o natural. Em resumo, Jesus Cristo é uma pessoa real para nós, uma pessoa real que é o nosso Senhor e está presente nas nossas vidas. Nós lemos agora o Novo Testamento, como sendo literalmente verdadeiro, em cada palavra, cada linha. A oração e os sacramentos tornaram verdadeiramente nosso pão de cada dia, em vez de práticas que reconhecemos como "boas para nós." Um amor pela Sagrada Escritura, um amor pela Igreja que nunca pensei possível, uma transformação das nossas relações com os outros, uma necessidade e um poder de testemunho além das expectativas de todos; tudo isso se tornou parte das nossas vidas. A experiência inicial do batismo no Espírito não foi absolutamente emocional, mas a vida tornou-se repleta de calma, confiança, alegria e paz... Cantávamos 'Veni Creator Spiritus' antes de cada conferência e o entoávamos com convicção. Não ficamos desapontados. Nós também fomos inundados com charismata. Isso nos coloca também em uma atmosfera ecumênica. (Patti Gallagher Mansfield, Como um Novo Pentecostes).

 

Confiantes nesta graça pentecostal, alegremo-nos e louvemos a Deus por suscitar a Renovação Carismática Católica na Igreja. E unidos, como grande família carismática, continuemos juntos, com militância apostólica e combatividade profética, semeando a vida no Espírito.

 

dos principais marcos do início da Renovação Carismática Católica foi o Retiro realizado na Universidade de Duquesne, nos EUA, entre os dias 17 e 19 de fevereiro de 1967, onde aconteceu um profundo derramamento do Espírito Santo.

 

Após 47 anos de seu surgimento, a Renovação Carismática Católica ainda busca difundir a Cultura de Pentecostes, fazendo discípulos de Cristo, a partir da experiência do Batismo no Espírito Santo, que diariamente acontece em nossos Grupos de Oração espalhados por todo o mundo.

 

Para juntos celebrarmos todos esses anos de Novo Pentecostes, separamos um texto especial sobre a graça do Batismo no Espírito Santo. Acompanhe:

 

Uma Surpresa do Espírito

 

Desde o início da renovação carismática, o batismo no Espírito tem sido vivido como um dom soberano de Deus não dependente de qualquer mérito ou atividade humana. A Renovação Carismática Católica também surgiu como uma graça inesperada, uma surpresa do Espírito não planejada e sem objetivos formulados. A Renovação não tem um fundador identificável, apesar de muitas comunidades que surgiram dentro dela terem seus fundadores ou fundadoras. As histórias de suas origens mostram que os católicos foram batizados no Espírito em muitos contextos diferentes e de diversas maneiras. Alguns obtiveram a graça quando outras pessoas já batizadas no Espírito oraram por eles; alguns receberam esta graça durante sua oração pessoal; alguns receberam em grupos, estudando a Sagrada Escritura e orando com ela; outros ao lerem ou ouvirem os testemunhos de pessoas.

 

Por ter surgido como uma graça inesperada, a Renovação Carismática não tem membros da mesma forma que movimentos organizados e comunidades costumam ter. As pessoas fazem parte da Renovação, primeiro porque foram batizadas no Espírito e, posteriormente, porque afirmam esta graça e procuram ser fiéis a ela dentro da Igreja. A organização do Movimento se deu logo após sua criação. As primeiras estruturas formadas dentro da Renovação foram chamadas de "comissões de serviço" e não alegavam qualquer autoridade sobre as comunidades e grupos emergentes. Cursos para preparar as pessoas para serem batizadas no Espírito como, por exemplo, o Seminário de Vida no Espírito, foram criados posteriormente para auxiliar a recepção frutífera dessa graça.

 

As características do batismo no Espírito foram bem resumidas por um dos participantes no fim de semana de Duquesne em 1967:

 

Nossa fé ganhou vida, nossa crença tornou-se um tipo de conhecimento. De repente, o mundo do sobrenatural tornou-se mais real do que o natural. Em resumo, Jesus Cristo é uma pessoa real para nós, uma pessoa real que é o nosso Senhor e está presente nas nossas vidas. Nós lemos agora o Novo Testamento, como sendo literalmente verdadeiro, em cada palavra, cada linha. A oração e os sacramentos tornaram verdadeiramente nosso pão de cada dia, em vez de práticas que reconhecemos como "boas para nós." Um amor pela Sagrada Escritura, um amor pela Igreja que nunca pensei possível, uma transformação das nossas relações com os outros, uma necessidade e um poder de testemunho além das expectativas de todos; tudo isso se tornou parte das nossas vidas. A experiência inicial do batismo no Espírito não foi absolutamente emocional, mas a vida tornou-se repleta de calma, confiança, alegria e paz... Cantávamos 'Veni Creator Spiritus' antes de cada conferência e o entoávamos com convicção. Não ficamos desapontados. Nós também fomos inundados com charismata. Isso nos coloca também em uma atmosfera ecumênica.(Patti Gallagher Mansfield,Como um Novo Pentecostes).

 

Confiantes nesta graça pentecostal, alegremo-nos e louvemos a Deus por suscitar a Renovação Carismática Católica na Igreja. E unidos, como grande família carismática, continuemos juntos, com militância apostólica e combatividade profética, semeando a vida no Espírito.

 

 

 

fonte RCC Brasil.

0

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Visitante Quarta, 29 Junho 2022