litur

todastoptercas



O Poder da Palavra de Deus

Postado por em em Formação
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Acessos: 3307
  • 0 Comentários
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir

O objetivo principal, e que deve ser perseguido por todo Grupo de Oração é levar seus participantes a um encontro pessoal com Jesus Cristo, através do batismo no Espírito Santo. Assim sendo, um dos momentos mais eficazes para que esta graça aconteça é logo após a pregação da Palavra de Deus, pois ela traz em si a capacidade de criar novas realidades em nossas vidas, tem o poder de transformar o nosso coração.

 

O Evangelho tem o poder de apagar o nosso passado, transformar o nosso presente e projetar o nosso futuro. A Palavra de Deus carrega em si, toda a força criadora do amor de Deus Pai, capaz de transformar o coração do homem.

O profeta Isaías no capítulo 55, 10-11 nos ensina: “Tal como a chuva e a neve caem do céu e para lá não volvem sem ter regado a terra, sem a ter fecundado, e feito germinar as plantas, sem dar o grão a semear e o pão a comer, assim acontece com a palavra que minha boca profere: não volta sem ter produzido o seu efeito, sem ter executado minha vontade e cumprido sua missão”.

Ainda na carta aos Romanos 10, 17 lemos: “Logo a fé provém da pregação e a pregação se exerce em função da palavra de Cristo”.

A pregação deve despertar no coração do ouvinte uma fé expectante, levando-o a crer que Deus agirá naquele exato momento em sua vida. É por isto que a pregação no Grupo de Oração precisa ser querigmática, ou seja, relacionada com os seguintes temas: amor de Deus, o pecado, a salvação em Jesus, fé e conversão, Senhorio de Jesus, Espírito Santo e a vida em comunidade. Além disto, a pregação precisa ser ungida, ardorosa, profética e acompanhada de sinais e prodígios.

O pregador precisa se preparar ao máximo para anunciar Jesus no Grupo de Oração, pois terá de 10 a 15 minutos, para realizar sua pregação. Quanto menor o tempo, maior deve ser o cuidado com a preparação da pregação. Devido a sua importância, a pregação não deve ser substituída por nada, ela deve ser direta, vivencial, fundamentada na Palavra de Deus, e, sobretudo ungida.

Partilho com vocês um testemunho: Minha prima há alguns anos, começou a freqüentar um Grupo de Oração. Neste período, ela participava ativamente de uma seita sendo, inclusive, uma palestrante conhecida em todo o Brasil. No momento da pregação, sentiu que tudo aquilo que o pregador falava se referia a sua própria vida. Ela acolheu a Palavra de Deus, abandonou o pecado e as falsas religiões, entregou sua vida a Jesus Cristo, e foi completamente transformada por Ele. Caro irmão, há poder na Palavra de Deus.

Lázaro Praxedes

 

Núcleo Nacional do Ministério de Pregação

0

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Visitante Quinta, 11 Agosto 2022