litur

todastoptercas



“... e, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente, até a morte, e morte de Cruz” (Fl 2,8)

Postado por em em Formação
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Acessos: 290
  • 0 Comentários
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir

carta carismaticos abril 04Leia a carta 13/2019 à Renovação Carismática Católica do Brasil, escrita pela presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Katia Roldi Zavaris. Bimestralmente, as cartas da presidente apresentam partilhas e direcionamentos espirituais para o trabalho de evangelização realizado pelo Movimento. É muito importante que você compartilhe este documento com seus irmãos de Grupo de Oração e diocese.

-------------------------------

CARTA AOS CARISMÁTICOS DO BRASIL

“... e, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente, até a morte, e morte de Cruz” (Fl 2,8)

Doc. 02/2019

Vitória/ES, 15 de abril de 2019.

Amada Família Carismática,

Graça e Paz! Estamos na Semana Santa!

Tempo de recordarmos e vivenciarmos com profundidade o grande mistério de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que se entrega inteiramente à vontade de Deus, aceitando e acolhendo o sofrimento e a morte tão humilhante.

Nesta semana recordamos também o mistério do amor incondicional do Pai por cada um de nós, que, esse ano, nos pede que vivamos, de forma especial, a “comunhão fraterna”. Quero pedir a todos vocês, mais uma vez, que nos empenhemos em viver o amor e o perdão.

“Cada qual tenha em vista não os seus próprios interesses, e sim os dos outros. Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus” (Fl 2, 4-5).

Deus entregou Seu filho para morrer no nosso lugar e Seu próprio filho entregou-se livremente por amor e obediência ao Pai que O precisava entregar, tamanho o amor por cada um de nós. Essa é a história de amor mais impressionante que é possível se contar!

São Tomás de Aquino nos ensina que Deus é amor em ato. Sim, Deus é amor em ação, amor concreto e verdadeiro que jamais desiste da nossa salvação e libertação. Portanto, não podemos desistir uns dos outros. Não podemos desistir de nos amarmos e perdoarmos. Ainda que existam dificuldades e defeitos no objeto do nosso amor. Amar assim é exigente, mas em Jesus, tudo é possível! Contemplar a Cruz de Cristo significa exercitar o amor que Ele próprio teve por nós.

“... completai a minha alegria, permanecendo unidos. Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos” (Fl 2, 2).

Sejamos, pois, obedientes ao que o Senhor nos pede nessa palavra. Ser obediente é fazer, em tudo, assim como Jesus, a vontade do Pai. Cristo é o princípio da obediência. Portanto, uma pessoa que está cheia de Cristo é uma pessoa cheia de obediência. Ele veio para nos mostrar a nobreza e a benção da obediência. Com a Sua morte na Cruz, Jesus estava nos dizendo: Em nada a minha vontade; custe o que custar, em tudo, a vontade do Pai.

“Pois desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou” (Jo 6, 38).

Quando somos obedientes a Deus, a Sua misericórdia e a Sua justiça sempre se manifestam em nossa vida e em nossa missão. Ele esvaziou-se da Sua divindade de tal maneira que abriu mão por completo de Sua glória para assumir a forma de escravo e ser obediente. “... porque o Pai é maior do que Eu” (Jo 14, 28c). Exatamente isso o Senhor nos pediu na profecia proferida por Patti Mansfield, em Pentecostes de 2017, em Roma, por ocasião do Jubileu de Ouro da RCC no mundo:

“... E se vocês me obedecerem, se obedecerem a inspiração do Meu Espírito, vocês ainda verão infinitamente mais do que possam pedir ou imaginar [...] mas Eu preciso da vossa obediência, da vossa docilidade, preciso da vossa fé”.

Esses dias constituem um tempo precioso de graça e de conversão. É preciso vivê-los com muito respeito e amor, conduzidos pelo Espírito Santo, mergulhados no mistério da nossa redenção. É tempo de amar e adorar a Jesus, pois Ele, o mestre do amor, subiu o calvário, e vencendo a morte, ressuscitou para a vida eterna.

Que Deus nos abençoe e que Nossa Senhora da Paixão, Mãe de Deus e nossa, interceda por cada um de nós!

Abraços fraternos,

Katia Roldi Zavaris

Presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL

no ano do Jubileu de Ouro da RCC no Brasil.

Fonte: RCC Brasil

0

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário

Visitante Sábado, 07 Dezembro 2019