litur

todastoptercas



Erro
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://rccbrasil.org.br/imagens/images/Eventos/jan2015/ENF2015/peantonioador 4.jpg
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://rccbrasil.org.br/imagens/images/Eventos/jan2015/ENF2015/peantonioador 4.jpg
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://rccbrasil.org.br/imagens/images/Eventos/jan2015/ENF2015/pejonas04.jpg
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://rccbrasil.org.br/imagens/images/Eventos/jan2015/ENF2015/pejonas04.jpg
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://www.rccbrasil.org.br/imagens/images/Institucional/jan2015/cometome04.png
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://www.rccbrasil.org.br/imagens/images/Institucional/jan2015/cometome04.png
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://rccbrasil.org.br/imagens/images/Espiritualidade/dez2014/papanatal04.jpg
  • JFile: :copy: Não foi possível encontrar ou ler o arquivo: $http://rccbrasil.org.br/imagens/images/Espiritualidade/dez2014/papanatal04.jpg
Ultimas Postagens

Fortalecei os vossos corações (Tg 5, 8)

altAmados irmãos e irmãs,

Tempo de renovação para a Igreja, para as comunidades e para cada um dos fiéis, a Quaresma é, sobretudo, um «tempo favorável» de graça (cf. 2 Cor 6, 2).

Acessos: 1573
0

Segundo o Papa, Jesus mostra uma especial predileção por aqueles que estão feridos no corpo e no espírito

angelusNo Angelus deste domingo, 8, o Papa Francisco comentou o Evangelho do dia, em que Jesus cura inúmeros doentes. Segundo o Pontífice, este ato de Jesus convida a refletir sobre o sentido e o valor da doença.

Acessos: 1611
0

Postado por em em Formação

b2ap3_thumbnail_untitled1.pngPor convocação do Papa Francisco, a Igreja Católica celebra um Ano dedicado à Vida Consagrada, no qual voltamos os nossos olhos para os homens e mulheres que foram chamados pelo Senhor à radicalidade de vida dos chamados Conselhos Evangélicos da Pobreza, Castidade e Obediência, para serem sinais dos valores definitivos da Partilha, do Amor indiviso e da Oblação da liberdade por amor a Deus e ao próximo. Em nossas Igrejas Particulares, Arquidioceses, Dioceses e Prelazias, resplandecem luminosos os pontos de presença da vida religiosa consagrada. De forma especial na Amazônia, foi através de gerações de religiosos e religiosas que a vida de Igreja se organizou e se consolidou. No dia da Apresentação do Senhor, em torno do Papa Francisco e pelo mundo todo, renova-se a consagração destas pessoas preciosas aos olhos de Deus e de todos os cristãos. Com velas acesas, simbolizando a entrega de suas vidas e o reconhecimento do grande sinal que representam, louvamos a Deus por estes irmãos e irmãs e pedimos o fortalecimento de suas disposições para o serviço do Reino de Deus.

Acessos: 1692
0

Postado por em em Formação

Francisco lembrou a importância de contemplar Jesus no Evangelho, em vez de perder tempo com fofocas e novelas

Da Redação, com Rádio Vaticano

Na homilia o foco do Papa Francisco foi para a oração de contemplação. O Santo Padre voltou a convidar os fiéis a lerem cotidianamente o Evangelho, mesmo que por alguns minutos, pois isso ajuda a ter esperança e a manter o olhar fixo em Jesus, em vez de perder tempo com novelas e fofocas do vizinho.

Acessos: 1412
0

altDurante a manhã deste sábado, Padre Antônio José, da Arquidiocese de São Sebastião/RJ,  ministrou a palavra com a temática: “Vamos adorar a Deus”. O Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida estava lotado e o sacerdote trouxe e os participantes foram levados a aumentar a intimidade com Deus.

Acessos: 1621
0

Postado por em em Formação

Na catequese de hoje, Francisco fala aos fiéis sobre os pais, com foco na ausência paterna / Foto: Reprodução CTV

Na catequese de hoje, Francisco fala aos fiéis sobre os pais, com foco na ausência paterna / Foto: Reprodução CTV

Retomando nesta quarta-feira, 28, o ciclo de catequeses sobre família, o Papa Francisco se concentrou na figura paterna, alertando sobre o risco da ausência dos pais para os filhos.

Acessos: 1690
0

Postado por em em Formação

b2ap3_thumbnail_unnamedFrancisco.jpgO Papa Francisco fala de uma maneira que o povo entende. Em entrevista dada no avião que o levou as Filipinas (jan/2015), ele disse aos jornalistas que “os cristãos não precisam ter filhos em série”, se reproduzir como coelhos; e ressaltou que o que a Igreja defende é, como sempre,  a “paternidade responsável”, contido na encíclica Humanae vitae, de Paulo VI, isto é, o  casal deve ter todos os filhos que puder criar bem.

Ele contou que, há alguns meses, repreendeu uma mulher que estava grávida do oitavo filho, após sete cesáreas. “Esta é uma irresponsabilidade. ‘Não, eu confio em Deus’. ‘Mas, veja, Deus te dá os meios, seja responsável’.”

Mas, é importante notar que em nada o Papa alterou o que a Igreja ensina sobre o controle da natalidade e seus métodos. Ninguém vá pensar que o Papa está liberando os métodos artificiais. Nem de longe tocou nisso. O Catecismo da Igreja, fala claro sobre isso (§ 2368, §2399) e o Papa nunca falaria algo em oposição ao que está escrito.

Ele lembrou que “a abertura à vida é condição do Sacramento do matrimônio. Quem se casa tem de estar aberto a receber os filhos. O Catecismo da Igreja diz que “O instituto do Matrimônio e o amor dos esposos estão, por sua índole natural, ordenados à procriação e à educação dos filhos, e por causa dessas coisas o Matrimônio e o amor dos esposos são como que coroados de maior glória. Os filhos são o dom mais excelente do Matrimônio e contribuem grandemente para o bem dos próprios pais.” (n.1652)

O Papa recordou também que Paulo VI estudou essa questão da abertura à vida com uma comissão, como fazer para ajudar tantos casos, tantos problemas. E criticou os países nos quais o índice de natalidade não chega a 2,1 filhos por casal, que é o mínimo para que a população se mantenha estável. Ele afirmou que há países como a Itália e a Espanha que estão com níveis baixíssimos de natalidade. E chegou a dar uma média: acredita que três filhos é um número bom para a família a fim de manter a população, pois menos que isso ocasiona o outro extremo, que tem a Itália como exemplo: diz-se que em 2024 não haverá dinheiro para pagar os aposentados do país.É claro que isso não é uma norma que o Papa esteja fixando; é apenas uma sugestão sujeita a cada casal. Novamente, a palavra-chave é “paternidade responsável”.

Bento XVI já tinha dito que uma nação se filhos é uma nação se futuro; é o que aguarda a Europa se continuar assim. O número de pessoas idosas aumenta rapidamente; e essas pessoas estão aposentadas, gastando com saúde, hospital e medicamentos; pois têm direito a isso, trabalharam uma vida pela nação. Mas quem vai pagar essa conta se não nascem filhos? Quem vai sustentar a Previdência social? Onde estarão os braços para o trabalho e desenvolvimento. Os economistas já viram esse perigo; por isso que, o Japão, por exemplo, faz enorme campanha pelo aumento da natalidade.

E o Papa destacou algo muito importante: o outro aspecto dessa questão, o fato de que, para os mais pobres, um filho é um tesouro e Deus sabe como ajudá-los. “Talvez alguns não são prudentes nisso, é verdade. Mas é preciso olhar também para a generosidade daquele pai e daquela mãe que veem em cada filho um tesouro”. Na verdade, os pobres têm mais filhos que os ricos. Essa é a inversão que acontece. Aquele que poderia estar criando mais filhos, não quer tê-los; e aquele que não tem condições de cria-los, têm muitos filhos. É uma sociedade de  cabeça para baixo, por falta de amor e excesso de egoísmo, medo  e comodismo.

Por Prof.   FELIPE AQUINO.

Acessos: 1564
0

b2ap3_thumbnail_veja-mensagens-para-quem-perdeu-alguem-querido-foto1.jpg

Certas realidades da vida são vistas apenas com os olhos limpos pelas lágrimas.

 - Neste domingo de manhã, o papa Francisco se dirigiu a cerca de trinta mil jovens reunidos no campus da Pontifícia e Real Universidade de Santo Tomás, fundada há mais de quatrocentos anos pelo dominicano espanhol Miguel de Benavides, terceiro arcebispo de Manila. O encontro, uma liturgia da palavra, alternou cantos, breves leituras bíblicas e os testemunhos de jovens.

Acessos: 1529
0

altNa manhã da sexta-feira (23), o Centro de Eventos ficou lotado para a Santa Missa, presidida por Monsenhor Jonas Abib, fundador da comunidade Canção Nova. Essa é a segunda vez que ele celebra no Encontro Nacional de Formação da RCCBRASIL.

Acessos: 1425
0

altO ICCRS (Serviços para a Renovação Carismática Católica Internacional) faz um novo convite à juventude carismática de todo mundo e o Brasil não ficará de fora! A exemplo do que ocorreu no ano passado, durante uma hora, jovens de vários países estarão em oração simultaneamente. Trata-se do 'Come to Me' (Vinde a mim!), projeto que busca envolver os jovens engajados no Movimento.

Acessos: 1774
0
 
  

alt«O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; habitavam numa terra de sombras, mas uma luz brilhou sobre eles» (Is 9, 1). «Um anjo do Senhor apareceu [aos pastores], e a glória do Senhor refulgiu em volta deles» (Lc 2, 9). É assim que a Liturgia desta santa noite de Natal nos apresenta o nascimento do Salvador: como luz que penetra e dissolve a mais densa escuridão. A presença do Senhor no meio do seu povo cancela o peso da derrota e a tristeza da escravidão e restabelece o júbilo e a alegria.

Acessos: 1833
0

Postado por em em Formação

b2ap3_thumbnail_images.jpgTextos: Isa 9, 1-3, 5-6; Tit 2, 11-14; Lc 2, 1-14

Ideia principal: os paradoxos de Deus na noite de Natal.

 

Acessos: 1736
0

Postado por em em Formação

Francisco mencionou as esterilidades da Igreja e pediu que os fiéis rezem por sua fecundidade, para que ela seja mãe, não empresária

 

Papa celebra a última Missa do ano na Casa Santa Marta / Foto: L'Osservatore Romano

Papa celebra a última Missa do ano na Casa Santa Marta / Foto: L’Osservatore Romano

Acessos: 1655
0

Postado por em em Formação

altÉ sempre agradável ver a abertura de uma nova estrada, ou a pavimentação e saneamento de nossas ruas, especialmente nas periferias, em atenção às populações com maiores dificuldades. Caminhos novos são portadores de esperança! Nas últimas semanas, acompanhamos a construção da estrada que conduz à futura Fazenda da Esperança, em Mosqueiro. Era lindo ver pontes construídas e a esperança chegando! Recentemente chegaram os postes e todos os equipamentos necessários à instalação da energia elétrica. Não só a Fazenda como também moradores da região serão beneficiados com tudo o que ali se realiza. Os horizontes se abrem para os futuros beneficiários dessa obra que grande significado, justamente para pessoas chagadas por um dos males de nosso tempo, o uso de drogas. Há poucos dias celebrou-se pela primeira vez no local da Fazenda da Esperança a Santa Missa, na primeira das edificações projetadas. Esforços humanos de pessoas e instituições se multiplicam, numa rede de solidariedade e participação que edifica a todos.

Acessos: 1646
0

Postado por em em Formação

altA Igreja realiza sua missão evangelizadora no tempo e no espaço que a Providência de Deus lhe concede. Compete a ela a busca contínua da fidelidade ao seu Senhor, pois a visibilidade dos sinais da graça de Deus lhe foi entregue, enquanto esperamos a vinda gloriosa de Jesus Cristo. Seu Mistério Pascal de Morte e Ressurreição e o final dos tempos, quando virá para julgar os vivos e os mortos, são dois polos de tensão, com os quais buscamos a fidelidade ao Evangelho, praticando o amor a Deus e ao próximo, somos fermento de vida e esperança para o mundo e continuamos a anunciar o nome de Jesus Cristo, único e suficiente Salvador de todos os homens e mulheres que vierem a esta terra.

Acessos: 1885
0

b2ap3_thumbnail_cristorei03.jpgAs estruturas de poder estão presentes em cada canto do mundo, lutam por elas as pessoas através de eleições, sucessão, golpes ou tramoias. Alguém vai sempre exercer o poder, e sua dinâmica conduz o mundo para frente ou para trás, podendo inclusive levar a enormes desastres. Gente de todas as idades acaba assistindo filmes ou espetáculos, retratos do quotidiano, que reportam as lutas pelo domínio de fatias da vida social, tomam partido, torcem pela parte que lhes é simpática e tantas vezes aplaudem a derrota ou morte de pessoas e grupos. No correr da história alternam-se os poderosos, utiliza-se o poder que, em princípio, deveria emanar do povo, manipulam-se as massas e as esperanças se acendem ou se apagam segundo as tendências de cada época.

Acessos: 1701
0

Postado por em em Formação

alt

Queridos irmãos e irmãs, bom dia,

Um grande dom do Concílio Vaticano II foi aquele de ter recuperado uma visão de Igreja fundada na comunhão e de ter interpretado também o princípio da autoridade e da hierarquia em tal perspectiva. Isto nos ajudou a entender melhor que todos os cristãos, enquanto batizados, têm igual dignidade diante do Senhor e têm em comum a mesma vocação, que é aquela à santidade (cfr Cost. Lumen gentium, 39-42). Agora nos perguntamos: em que consiste essa vocação universal a ser santos? E como podemos realizá-la?

Acessos: 1510
0

b2ap3_thumbnail_tesouro03.jpgAo aproximar-se o final do Ano Litúrgico, a Igreja nos brinda com a conhecida Parábola dos Talentos (Cf. Mt 25, 14-30). Aquele que é a Sabedoria de Deus (Cf. 1 Cor 1, 24) nos oferece o caminho para assumir com dignidade a vida que nos foi dada de presente. A partir da parábola, "talento" veio a significar um dom, habilidade ou qualidade. Ao tempo da redação do Evangelho, talento era uma unidade monetária equivalente a cinquenta quilos de prata, correspondente a cerca de seis mil denários, e um denário era a diária de um trabalhador do campo. O servo da parábola que recebeu um talento tinha muito em mãos e podia fazer tanto com o que lhe fora dado.

Acessos: 1701
0

Postado por em em Formação

b2ap3_thumbnail_angelus03.jpgO Papa Francisco recordou no Angelus deste domingo, os 25 anos da queda do Muro de Berlim e a festa da Dedicação da Basílica de São João de Latrão. Eis o texto da íntegra:

Acessos: 1801
0

Postado por em em Formação
 
 
 
Francisco destacou necessidade de agir com concórdia e humildade, sem buscar o interesse próprio

Da Redação, com Rádio Vaticano

Rivalidade e vaidade são duas angústias que tornam a Igreja frágil, disse o Papa Francisco, na Missa desta segunda-feira, 3, na Casa Santa Marta. Segundo o Pontífice, é preciso agir com espírito de humildade e concórdia sem procurar o interesse próprio.

Acessos: 1810
0